O implante dentário é, sem dúvidas, uma das grandes revoluções da Odontologia, visto que inúmeros pacientes podem ser reabilitados e melhorar sua função, estética e qualidade de vida, através dos implantes.

O implante propriamente dito é um material confeccionado de titânio, o que confere 100% de compatibilidade com o osso humano, e nele possuem espiras para que se adapte ao osso e a partir daí possa receber o(s) dente(s) fixo(s).

Para realizar sua instalação é bem simples e indolor, fazemos isso no próprio consultório, com anestesia local, proporcionando ao paciente uma experiência única e devolvendo a sua qualidade de vida.

Se bem indicado, SIM!

O tratamento com implante dentário está indicado para qualquer paciente que precise realizar uma reabilitação fixa, seja ela unitária ou múltipla.

Existem dois pontos importantes que devemos levar em consideração durante a primeira avaliação:

A saúde geral e história médica do paciente.
Condições gerais da cavidade bucal do paciente, incluindo exame específico, como a tomografia, para verificar se há osso suficiente para a instalação do implante.

O termo correto não é rejeição, pois o organismo não “rejeita” o implante, visto que esse é feito de titânio, um material que é 100% compatível com o osso humano.

O que pode ocorrer são falhas no processo de instalação, que podem acarretar a não integração do implante ao osso, e fatores sistêmicos do paciente que podem interferir na cicatrização, como por exemplo pacientes diabéticos que possuem o índice glicêmico muito elevado e não fazem uso de medicação para controle, dentre outras situações específicas. 

É imprescindível realizar uma consulta prévia para que possamos avaliar todos esses pontos e realizarmos o procedimento com segurança, possibilitando para você uma reabilitação estável e duradoura.

A carga imediata é quando colocamos o dente já fixo no implante com pelo menos 7 a 10 dias após o procedimento de instalação do implante, mas para isso é necessário observar alguns fatores, como por exemplo:

  1. Qualidade do osso do paciente.
  2. Travamento do implante no momento da cirurgia.
  3. Carga oclusal.

Se todos esses fatores estiverem presentes de forma satisfatória no paciente, aí sim podemos lançar mão dessa técnica. Porém, é sabido que em muitos casos essa carga imediata não é possível principalmente devido a baixa qualidade óssea, necessitando realmente esperar o tempo de cicatrização (maxila de 6 meses e mandíbula de 4 meses) para podermos instalar os dentes fixos.

DEFINITIVAMENTE NÃO!!!

A instalação do implante é realizada sob anestesia local e para isso se faz necessário o emprego de uma excelente técnica anestésica, e se isso for feito o procedimento será totalmente indolor e rápido.

Para os pacientes mais ansiosos podemos lançar mão também da sedação consciente medicamentosa, o que irá proporcionar ao paciente mais conforto durante o procedimento.

Sem dúvidas os protocolos, quando bem indicados, são o padrão ouro da reabilitação implantossuportada.

O protocolo superior e inferior é quando o paciente não possui mais nenhum dente, ou então vai precisar extrai-los e com isso instalamos implantes para suportar todos os dentes fixos. Na maxila (osso superior) instalamos de 6 a 8 implantes para a confecção de uma prótese total fixa sobre esses implantes e na mandíbula (osso inferior) instalamos 4 ou 5 implantes para a confecção de uma prótese total fixa sobre esses implantes

O valor do tratamento com implante dentário vai muito além do preço financeiro a ser pago pelo tratamento, visto que o paciente irá mudar totalmente sua qualidade de vida, autoestima e função mastigatória.

Já o preço desse procedimento irá depender muito do diagnóstico do paciente e o plano de tratamento, por isso sempre é importante realizar uma consulta prévia para que possamos avaliar o seu caso e a partir daí poder propor um orçamento para o seu tratamento.