O enxerto ósseo nada mais é do que um complemento ósseo que precisamos realizar em alguns pacientes, caso o osso que o paciente possui não seja suficiente para instalar o implante, e isso ocorre principalmente nos casos em que os dentes já foram retirados a um período superior a 1 ano (isso pode variar de um paciente para outro) ou também quando iremos realizar a extração e no mesmo momento já colocar o implante.

Para realizar esse complemento ósseo na grande maioria dos casos utilizamos um osso sintético, o qual é totalmente compatível com o osso humano e necessitamos de um período de cicatrização de aproximadamente 10 meses para que ocorra a formação de osso e assim consigamos colocar os implantes.

Em alguns casos se faz necessário a utilização de osso do próprio paciente e nesses casos retiramos uma pequena quantidade de osso da própria mandíbula do paciente e no mesmo momento já instalamos esse enxerto na área que precisa ser reconstruída, um procedimento muito rápido e totalmente indolor.

Não!

Na grande maioria dos casos, quando é necessário o procedimento para complementação óssea, realizamos com enxerto sintético, apenas em casos de grandes reconstruções é que lançamos mão dessa técnica.

Para isso se faz necessário a realização da tomografia, com ela iremos avaliar de forma tridimensional o osso do paciente e a partir daí poder propor o tratamento adequado para ele, apenas com uma radiografia panorâmica isso não é possível.

O preço desse procedimento irá depender da extensão da área a ser reconstruída, por isso é de extrema importância realizar uma consulta para avaliarmos melhor o seu caso.